segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Relembrando...

Faz um tempinho que assisti na TV um anúncio do Greenpeace onde se passavam cenas do movimento hippie e toda aquela transcendentalidade e cultura indiana. O anúncio possuía uma legenda breve que dizia: “Bem, vocês queriam mudar o mundo não é mesmo? Pois então, conseguiram!”. Logo após, se mostravam cenas de um mundo poluído, chaminés soltando fumaça, mares cheio de óleo, geleiras se derretendo etc.
Triste isso não é mesmo? Ver os sonhos de uma geração se transformarem na degradação do nosso meio ambiente. Admito que fiquei chateado com eles. Pensei: "Poxa, logo vocês que só falavam em Paz e Amor, fizeram isso com o mundo que seus filhos e netos hoje vivem?!"
Depois de tal meditação, trouxe tal realidade para mim e vejo que não posso vacilar em minha geração, por isso preciso plantar um mundo melhor de verdade! Vejo, na Juventude, a força para que realmente façamos boa diferença no futuro, que sejamos lembrados como um grupo de pessoas que lutaram por um mundo digno. Não falo de política, falo do Reino de Deus, este é o mundo melhor, se realmente for instaurando em nossas vidas. Quero, que daqui a dez ou quinze anos, quando meus filhos, sobrinhos, filhos de meus amigos, quando forem cantar a música "A geração de Samuel", lembrem-se de nós quando cantarem o seguinte trecho: "Eu sou o fruto, de uma semente que foi plantada há muito tempo atrás, por meus irmãos". Como será bom ter a tarefa bem cumprida e pessoas capazes de receberem de nossas mãos o bastão para que a corrida siga em frente. Precisamos deixar um legado, precisamos plantar sementes, precisamos parar de cantar e começar a ser a manifestação dos filhos de Deus.
Por algum motivo, Deus nos escolheu e nos trouxe hoje aqui e nos tem dado uma missão. Precisamos sair por aí, plantando e regando o Reino de Deus, do nosso modo mesmo: rindo, porém falando sério, esta é a nossa maneira de falar de Jesus, esta é a nossa linguagem, o nosso estilo, o nosso modo de ver levar a palavra a quem precisa.
Somos Jovens, e acredite, não temos só a nossa vida toda pela frente, mas a vida de cada um. Que a Juventude IBPC faça parte de um seleto grupo que realmente marcou sua geração, não com destruição, mas com caminhada com Cristo, amor ao próximo e que sejamos lembrados como aquele pessoal que pulava, dançava, gritava e, junto a tudo isso, um pessoal comprometido com Deus e com o reino deste Deus e principalmente com aqueles que ainda não conheciam a beleza do viver com Cristo. E que os que vierem após a gente possa ter vontade e fervor em continuar aquilo que começamos.

Na Paz de Cristo


Paulinho,
Líder de Jovens IBPC

Um comentário: